terça-feira, maio 02, 2006

Ouve-se um berro agudo: "Pai! Pai! Pai!" Vou a correr aos sete pés no sentido do som estridente e descobro a minha fillha acocorada no assento da sanita. Ela gesticula para o chão e solta um grito: "É uma aranha!"

Vejo que não é nada grave, consigo esconder o sorriso e digo: "Não faz mal, aquilo é que come as melgas." Ela responde: "Ah é? Está bem então." Ela põe os pés no chão a vai-se embora toda contente.

2 comentários:

O Chuinga disse...

Muito bom, muito bom Scott. Um grande abraco ai por casa.

Ana Rute Cavaco disse...

lol!