segunda-feira, Setembro 14, 2009

Contagem decrescente

Estamos na recta final de Ramadão. As ppessoas na rua manifestam o cansaço e fádiga que acompanham o jejum. Pelas 16h ficam bem "murchas" e andam pela rua com o ar de desilusão. Porém, por volta de 15 minutos antes do pôr de sol ganham ânimo e energia porque com o passar de cada segundo o alívio chega mais próximo.

Na caixa de correio começam a promoções dos clubes e ginásios entitulados "Perca os kilos de Ramadão."

Um amigo pede-me desculpas por outro conhecido porque bebe umas gotas e água aqunado estamos a fazer exercísio ao calor do dia. Explica-se... O Ramadão é o "mínimo dever" do islão e o meu amigo não quer que eu tenha má impressão dos musculmanos... gosto do meu amigo, mas desculpa lá... o islão não me atrai. É a misericórdia e bondade do Senhor que me chama e não o legalismo e fé pelas obras...

Porque há muito já que o Sehor disse a Israel: Amei-te, ó meu povo, com um amor eterno. foi com terna benignidade que te atraí a mim. Jer 31:3

quinta-feira, Agosto 20, 2009

Jejum comercializado?

AVISO: Alguns conteudos deste poste hão de ofender alguém (que, de facto, não é novidade). Saliento mais uma vez "o aviso" que se encontra no cabeçalho: o que se encontra aqui neste blogue é meramente uma colecção de alguns "pensamentos soltos" do autor. Bem Haja!

Pela primeira vez, vou observar o que é esta prática de jejuar durante o dia e festejar à noite para ganhar "pontos" com Deus. Sei bem que há gente que se excepciona com a minha descrição. Com todo respeito digo: paciência. Um amigo está a planear a "enterrar-se" no seu trabalho para não pensar no comer ou no beber (para não falar do seu vício... tobaco). Outras pessoas estão a marcar o despertador para tocar bem cedo. Assim podem-se levantar antes da madrugada e tomar o pequeno almoço a dormir mais um bocado antes de começar o dia... para se aguentarem até depois do pôr de sol quando se pode comer à vontade. O rei até mandou recolher a hora de verão para o dia terminar uma hora mais cedo.

De facto a maioria dos muçulmanos ganham peso durante este mês, os mercados ganham mais dinheiro em vendas e ainda... é difícil fazer as compras porque está tudo esgotado (apesar de haver mais comida nas prateleiras do que em todo o resto do ano).

Para além destas coisas mais óbvias, fico muito triste com a própria intenção deste pilar do islão (ou pelo menos as atitudes que observo até agora). Se é para ganhar pontos, então Deus não é soberano nem soberbo porque se deixa manipular assim tão facilmente. O objectivo final desta actividade toda centra-se no humano... na criação e não no criador. Há aspectos admiráveis na religião de islão, mas esta abordagem ao jejum, que devia surgir da vontade de conhecer a Deus e a Sua vontade, parece-ma não passar a ser mais que o Natal segundo os hipermercados.

segunda-feira, Julho 27, 2009

Umas fotos da nova terra em que me encontro

Cous Cous e transportes públicos...


segunda-feira, Julho 13, 2009

Chegámos

Estamos em Tânger há treze dias e já começaram as aulas de Árabe. E eu pensava que aprender a falar português era difícil...

terça-feira, Maio 26, 2009

Café e Doutrina

Um destes desperta-me e a outra faz-me adormecer.

terça-feira, Maio 05, 2009

Sobrecarga

Estamos na segunda semana de uma fase de formção profissional... faltam seis semanas e não sei como vou digerir o conteudo já nos entregue... ai de nós!

quarta-feira, Março 25, 2009

Mudanças

Estava a "folhear" os arquivos e encontrei um poste de Novembro 2004 em que falei de viver em Portugal. Faziam 8 anos então. Chegámos a viver em Portugal quase 12 anos e conseguimos o direito à nacionalidade portuguesa.

É nesta altura impossível fazer as contas do impacto deste período nas nossas vidas. Não posso esperar que tenhamos deixado marcas tão positivas como as que vós os portugueses deixaram em nós. Resta dizer: Obrigado por tudo, e por qualquer coisa, peço desculpas.