sexta-feira, janeiro 12, 2007

Perigo Iminente

Não é de admirar que poucos são que se lembram das palestras que já dei. Umas quantasvão recordar "isto" ou "aquilo" que lhes ensinei e menos recordarão que fui eu a dar a lição. Isto não me preocupa, desde que a Palavra do senhor tenha marcado umas vidas pelo positivo.

Admiravel é que TODA gente que tenha feito "rapel" comigo lembra-se de uma frase... "a mão direita é o travão."

Se se conseguisse transmitir a essência do perigo imediato (tipo da actividade acima referida) relativamente ao Evangelho, seria possível que mais pessoas aceitavam o senhorio de Deus?

1 comentário:

visitante F disse...

Pois é. É dificil transmitir a mensagem e mais ainda que as pessoas a aceitem. Principalmente quando o "veículo" da mensagem vem minado pela insidia e os caminhos e as palavras que proferem já saem corrompidas, apesar de se julgarem servidores apenas espalham formas doentias de empobrecer o raciocínio, que tanto engrandece a obra de Deus. Lástima que haja tantos propagadores da palavra contaminados de tal forma pela islusão e perfícia que automáticamente se desqualificam. É tão horrível a presunção dos que se arvoram líderes e logo são apenas perversos interpretes. Maus tradutores e maus servidores, eis a verdade.